Jornal diario
  • Grupo Oriental  

  • Grupo Central  

  • Grupo Ocidental  

PESQUISAR

RSS
Director: Pedro Botelho pedrobotelho@jornaldiario.com AÇORES traco QUARTA-FEIRA traco 22 DE MARÇO
Publicidade
Opinioes
Mais Opinões
Publicidade
Empresas Comunidade soliária
Portais Universos Blogs
Publicidade
Crónica do Director

Uma questão de qualificação

Os Açores estão hoje claramente na moda. O sector turístico é hoje uma das principais alavancas da actividade económica na Região, registando-se a chegada, semana após semana, de milhares de turistas às nossas ilhas.

Quem nos visita vem sedente de apreciar a nossa paisagem, mas também de conhecer as nossas tradições, a nossa cultura, a nossa gastronomia, enfim, os nossos costumes.

Para isto, procuram perceber o que por cá se passa, o que já se passou, recorrendo para isto a excursões, ou tão somente ao apoio concedido pelas entidades ligadas ao turiso na Região.

Verdade seja ditam os nossos serviços a este nível têm vindo a evoluir ao ritmo do crescimento que se tem verificado no sector turístico, mas a verdade é que há ainda muito a fazer e a melhorar, nomeadamente ao nível da inicitiva privada, particularmente em hotéis e restaurantes.

Ainda há poucos dias tive oportunidade de assistir a algo que me deixou estupefacto. Um determinada unidade hoteleira na cidade de Ponta Delgada resolveu “brindar” os seus hóspedes com um espectáculo de folclore após o jantar, numa sala que se enconbtrava repleta de turistas de várias nacionalidades.

À partida, a realização merceu-me os maiores elogios. Dar a conhecer uma das nossa tradições, porém, a estupefacção veio quando a dado ponto alguém do grupo folclórico resolveu explicar a razão dsa danças, as letras e os trajes, tendo-o feito tudo em português, com os estrangeiros a olharem para a senhora com cara de como quem diz “mas que raio estão tu a dizer?”.

Não percebi tamanho disparate. Até posso admitir que os elementos do grupo folclórico não saibam expressar-se, pelo menos em inglês, mas então não devia haver alguém do hotel a fazer a tradução? Não será um requisito para trabalhar numa unidade hoteleira saber falar, pelo menos, o inglês?

Enfim, sei que levei com toda aquela história e os estrangeiros nada perceberam... Pergunto, falta ou não ainda muita qualificação a quem está a trabalhar na área do turismo? Há falta, embora também seja justo dizer que não se pode generalizar, até porque há quem preste um serviço de verdadeira qualidade.

2016-05-22 09:12:00

Imprimir notícia