Jornal diario
  • Grupo Oriental  

  • Grupo Central  

  • Grupo Ocidental  

PESQUISAR

RSS
Director: Pedro Botelho pedrobotelho@jornaldiario.com AÇORES traco QUINTA-FEIRA traco 23 DE MARÇO
Publicidade
Opinioes
Mais Opinões
Publicidade
Empresas Comunidade soliária
Portais Universos Blogs
Publicidade
4 ME para a estrada da Ribeira Quente
Quotidiano
Quotidiano

4 ME para a estrada da Ribeira Quente

O Governo dos Açores vai realizar um investimento superior a 4 ME na estrada de acesso à Ribeira Quente.

O secretário regional do Turismo e Transportes assegurou, em Ponta Delgada, que o Governo dos Açores vai realizar um investimento superior a quatro milhões de euros na estrada de acesso à Ribeira Quente, no concelho da Povoação.

Vítor Fraga, que falava depois de uma audição na Comissão de Política Geral da Assembleia Legislativa, adiantou que “há um investimento inicial numa empreitada que será lançada na próxima semana, de consolidação dos taludes, de cerca de 1,4 milhões de euros e haverá depois outra empreitada, de construção de um semi-túnel, que são cerca de 2,7 milhões de euros”.

O titular da pasta das Obras Públicas salientou que o primeiro investimento, que consiste na segunda fase da consolidação de parte dos taludes daquela via regional, será lançado na próxima semana, prevendo a intervenção em oito pontos, sendo “quatro antes do túnel e quatro depois do túnel”.

Vítor Fraga frisou que, no âmbito dos estudos que foram efectuados para a realização do projecto da empreitada de intervenção nesta estrada, “verificou-se que existe uma zona que não se compadece com uma solução construtiva de consolidação de taludes”, havendo necessidade de “construir um semi-túnel".

"Essa nova empreitada será lançada numa fase posterior, após a conclusão da empreitada que iremos lançar na próxima semana”, acrescentou.

“Os compromissos assumidos pelo Governo para esta legislatura serão todos cumpridos no âmbito da intervenção na estrada de acesso entre as Furnas e a Ribeira Quente, onde o principal objectivo é garantir que haja segurança na via”, sublinhou o secretário regional.

Vítor Fraga afirmou ainda que, “além de haver uma tipologia de trabalhos diferente, na parte da consolidação dos taludes e na parte da construção do semi-túnel, temos o cuidado de fazer as intervenções de forma a garantir permanentemente a circulação na via com segurança e de garantir o acesso à Ribeira Quente durante toda a execução dos trabalhos”.

Relativamente à estrada entre as Furnas e a Povoação, Vítor Fraga lembrou que nunca foi prometida a construção de um túnel, existindo sim “uma solução que poderia englobar um túnel”.

“Neste momento, está feito um estudo prévio, está feito o estudo de impacto ambiental, estamos numa fase de consolidação do estudo prévio com o estudo de impacto ambiental para definir o programa base, para lançar o concurso, que será um concurso de concepção/construção”, afirmou o secretário regional, acrescentando que o que está definido pelo estudo prévio e que está a ser consolidado pelo estudo de impacto ambiental, passa por intervenções na actual via e pela construção de troços novos.

JornalDiario

2016-06-09 09:00:00

Imprimir notícia